Emitir Boleto – Conheça Uma Excelente Ferramenta Para Este Processo

Embora possa parecer complicado, emitir boleto é um processo bem simples.

Hoje em dia, por exemplo, emitir boleto se tornou muito natural. Esse método, além de facilitar muito para pagar contas, já esta sendo utilizado até para fazer depósitos em alguns bancos.

O boleto bancário é uma das formas de cobrança mais usadas no Brasil. Ele é um dos meios de pagamento e recebimento mais práticos. Além de ser democrático, emitir um boleto está disponível para um número maior de pessoas se comparado ao cartão de crédito.

O que é boleto bancário?

emitir boleto

Boleto bancário é um documento que permite a cobrança de valores.

Essa ferramenta é bastante utilizada tanto por empresas quanto por pessoas físicas os quais podem emitir esses títulos, desde que possuam uma conta bancária.

Um boleto pode ser emitido em dois modelos:

  1. Boleto avulso – Este é o mais comum, sendo utilizado para fazer as mais diversas cobranças de forma separada. Ele permite cobrar por uma compra à vista, em uma única operação;
  2. Boleto formato de carnê – É o mais utilizado para a cobrança de mensalidades. Ele permite uma sequência de boletos, cobrando prestações de uma compra, por exemplo.

Em qualquer um dos casos é composto por campos específicos, que garantem que o valor pago chegue ao destino final.

Entretanto, apesar de ser um documento bem estruturado, ainda costuma despertar dúvidas sobre o preenchimento de suas informações.

Confira os dados que não podem faltar em um boleto

Nesse documento, é importante notar alguns campos que são necessários na hora de sua emissão.

No seu layout, os principais deles são o nome do sacador/avalista, os dados do sacado, cedente, o código de barras e a linha digitável:

  1. Sacador/avalista: campo com o nome e CPF ou CNPJ de quem receberá o pagamento;
  2. Dados do sacado: campo com o nome e CPF ou CNPJ daquele que pagará ou receberá o boleto;
  3. Cedente: campo utilizado para informar o emissor da cobrança. Caso seja utilizado um intermediador de pagamentos, o nome da empresa intermediadora ocupará esse campo.
  4. Código de barras: campo onde é realizada a leitura do boleto por máquinas a partir de uma representação gráfica.
  5. Linha digitável: campo com representação numérica para digitação manual da sequência de números.

É interessante destacar que, com mais informações sobre os campos dos boletos, fica mais fácil entender como ele funciona.

Uma pessoa física pode emitir ou gerar boleto? 

emitir boleto

Sim, uma pessoa física pode emitir boleto.

Essa emissão pode ser feita tanto através de uma instituição financeira quanto por intermediadores de pagamentos online.

No caso de emissões feitas por um banco ou instituição financeira para receber pagamentos, a pessoa física precisará ter uma conta corrente em seu nome.

Em seguida, precisará de um serviço dessas instituições financeiras denominado carteira de cobranças, que é um serviço contratado junto ao banco para gerar boletos bancários.

Através dele, são geradas as identificações de pagamentos e estes são creditados diretamente em sua conta bancária.

É bem simples e prático.

No entanto, vale lembrar que esse serviço terá um custo, o qual cada instituição praticam seus valores.

Emitir boleto – Considerações

Inegavelmente, sabemos que a emissão de boletos é uma tarefa que requer muita atenção e controle.

Por isso, não posso deixar de destacar o Bauner, um sistema especializado em gestão financeira, onde uma de suas atividades é a geração de boletos.

Não perca tempo. Simplifique suas cobranças gerando boletos automaticamente com o Bauner. Pare de operar sistemas bancários e aplique seu tempo no que você faz de melhor.

É bem simples, faça sua venda, selecione os detalhes do faturamento e das condições de pagamento e deixe o Bauner fazer o resto para você. Pare de emitir boletos manualmente, economize tempo e gere mais resultados naquilo que você faz de melhor. Conte conosco!