Margem De Lucro – Definição E Tipos

Empresas e indivíduos em todo o mundo realizam atividades econômicas com fins lucrativos e o objetivo de gerar sua margem de lucro.

No entanto, os números absolutos dados pelas vendas brutas , despesas de negócios ou ganhos, não fornecem uma imagem clara e realista da margem de lucro e desempenho de uma empresa. 

A Margem de lucro indica a lucratividade de um produto, serviço ou negócio. É expresso como uma porcentagem (quanto maior o número, mais lucrativo é o negócio). É um dos índices de rentabilidade comumente usados ​​para medir a lucratividade de uma atividade na empresa. Ela representa a porcentagem que se transformou em lucros, ou seja, o número percentual indica quantos centavos de lucro o negócio gerou para cada real de venda. 

Por exemplo, se uma empresa disser que obteve margem de lucro de 50% durante o último trimestre, isso significa que ela teve um lucro líquido de R$ 0,50 para cada real de vendas geradas.

Naturalmente, várias medidas quantitativas diferentes são usadas para calcular os ganhos (ou perdas) que um negócio gera.

Por isso, entender a margem de lucro faz muito sentido para uma empresa.

Ela facilita a avaliação do desempenho de um negócio em diferentes períodos de tempo e também a comparação com os concorrentes.

Índice de Margem de Lucro

margem de lucro

O índice de margem de lucro, também chamado de índice de retorno sobre vendas ou índice de lucro bruto, é um índice de rentabilidade.

Ele mede o valor do lucro líquido obtido com cada real de vendas gerado comparando o lucro líquido e as vendas líquidas de uma empresa. 

Em outras palavras, a taxa de margem de lucro mostra que porcentagem de vendas é remanescente depois que todas as despesas são pagas pela empresa.

Esse indicador, geralmente é utilizado para medir a eficiência com que uma empresa pode converter as vendas em receita líquida. 

Em outras palavras, ele é bem utilizado para saber se a empresa está funcionando de maneira eficiente. 

Uma fórmula de margem de lucro extremamente baixa indicaria que as despesas são muito altas e que a administração precisa orçamentar e cortar despesas, por exemplo.

Tipos de margens de lucro

Pequenas empresas, geralmente analisam dois tipos de margem de lucro.

Margem de lucro bruto

A margem de lucro bruto geralmente se aplica a um produto ou linha específica, em vez de uma empresa inteira. 

Seu cálculo ajuda a empresa a determinar as decisões de precificação, pois um lucro bruto baixo pode significar que a empresa precisa cobrar mais para tornar a venda de um produto específico útil.

Por exemplo, se as vendas forem de R$ 8.000 e os custos totalizarem R$ 6.000, a diferença entre os dois será de R$ 2.000. 

Divida essa diferença por vendas – R$ 8.000 – e multiplique por 100 para obter 25%. Essa será a margem de lucro bruto.

Observe que o custo de um produto/serviço vendido inclui custos diretos, mas não inclui custos indiretos, como aluguel, material de escritório e assim por diante.

Margem de lucro líquido

margem de lucro

Por conseguinte, a margem de lucro líquido é um cálculo que expressa a rentabilidade de toda uma empresa, não apenas um único produto ou serviço. 

Também pode ser expresso em uma porcentagem sendo, quanto maior o número, mais lucrativa é a empresa. 

Em linhas gerais, uma margem de lucro baixa pode indicar um problema que está interferindo no potencial de lucratividade, podendo ser:

  1. Despesas desnecessariamente altas;
  2. Problemas de produtividade;
  3. Problemas de gerenciamento.

O seu cálculo é muito semelhante às etapas da margem de lucro bruto, no entanto, esse processo exige toda a receita e os custos da empresa, não apenas os de um produto. Veja o exemplo:

Vamos dizer que as vendas brutas são de R$ 150.000 e as despesas são de R$ 75.000. 

Isso significa que o lucro líquido é de R$ 75.000. Divida esse número em vendas brutas, R$ 75.000 dividido por R$ 150.000, para obter 0,50. 

Por fim, multiplicando 0,50 por 100 é igual a 50%, a margem de lucro líquido.

Gestores que usam as margens de lucro líquido para determinar a lucratividade de uma empresa são advertidos a não comparar um negócio em um setor com outro que seja diferente. As características do setor variam tanto que não é realista esperar que um restaurante, por exemplo, seja comparável a uma autopeças.

Desejo-lhe sucesso!